Embarcando com o meu Gato.

 

Sol pronto para o embarque

Quando meu namorado me chamou para eu vir morar com ele na França; Primeiro abri um sorriso enorme e depois disse: Eu tenho gatos, você sabe né?

Ele surpreso me respondeu: Sim, eu sei.

E em seguida eu disse, quero muito vir morar aqui com você, mas vou trazer eles comigo.

Ele parou, pensou e disse: Ok, tudo bem.

E assim iniciei minha maratona para poder viajar e residir na França com meus gatos.

Primeiro passo: Chip

Sol a caminho do Vet

Todos os animais que fazem viagens internacionais TEM que ser chipados. Não é chip de GPS não gente, é um chip registrado em banco de dados com todas os informações do animal e do dono. Caso o animal seja perdido, clínicas veterinárias, unidades de resgate e até mesmo a polícia federal no aeroporto, conseguem identifica-lo/a e entrar em contato com o dono.

 

Em alguns países exigem essa identificação para evitar abandono, uma vez que quando o chip é posto no peludo, o veterinário é obrigado a preenher uma ficha com todos os dados dos donos. Aqui na França, todos os animais tem chip, até mesmo os que estão para adoção em abrigos. Medida do governo para rastrear e evitar o abandono.

Bom vamos lá; segundo passo – Vacina, pelo menos 30 dias após o primeiro:

As vacinas devem estar em dia, é exigido a carteira de vacinação do peludo na hora de validar os documentos e, não pode ser vacina de campanha gratuita não, as vacinas tem que ter o rótulo com o número do lote e fabricante.

Uma vez dada a vacina em clínica e com todas as referências você deve esperar pelo menos 30 dias para poder realizar o terceiro passo: Sorologia.

Exame de sangue que confirma que o peludo não tem RAIVA (muitos países, principalmente na Europa, já erradicaram a raiva, por isso tanta exigência em relação a isso).

Por que 30 dias? Após a vacinação os anticorpos reagem na corrente sanguínea do peludo e esse tempo é o mínimo exigido pelos laboratórios e veterinários para realmente avaliarem se o seu filho(a) de quatro patas não tem raiva.

Mas Sabrina, quanto tempo demora isso? O processo todo no mínimo 5 meses. Um saco isso né! Saiba porque.

 

Como assim exame de sangue?

A vacina só pode ser tomada 30 dias após a colocação do chip. O sangue para exame só pode ser retirado 30 dias depois da vacina, já se foram 2 meses, e a espera pelo resultado do exame (que só é feito em um único laboratório no Brasil que fica em SP) demora de 2 a 3 meses para sair o resultado, logo…

 

Depois de realizar TODO esse processo e já estar com o coração na mão, você deve entrar em contato com a Vigilância Agropecuária Internacional do Ministério da Agricultura do seu aeroporto de embarque e marcar uma hora para fazer o CZI do animal.

Gente!!! Sem esse documento não embarca!!!

* ATENÇÃO: Um CZI tem validade de 10 dias, ou seja, você deve marcar a sua visita uns 2 dias antes de embarcar, assim você não terá problemas nem no embarque nem na entrada no país de destino.

Maaaas, como nada é mole nessa vida de mãe de peludo, antes de ir a Vigilância Agropecuária Internacional do Ministério da Agricultura para retirar o CZI você deve ir ao seu veterinário fazer um check up e pedir que ele preencha um atestado oficial (esse atestado você deve baixar e imprimir direto do site ou solicitar por email por email a Vigilância Agropecuária Internacional do Ministério da Agricultura – pode ser que seu Vet tenha, a minha tem – UFA!!! – Roberta TE AMO!!)

* ATENÇÃO 2 – Esse atestado tem validade de 8 dias apenas e você precisa dele para conseguir ter o CZI (DOCUMENTO MAIS IMPORTANTE DE TODOS), nessa visita ao Vet ele também deve receitar vermífugo e alguma coisa calmante – Feliway ou Florais (se der Dramim ou algo do tipo e os comissários de bordo identificarem, você será retirado do vôo. Não pode sedar animal em embarque).

Um anjo de pêlos!

 

Vamos abrir um grande parenteses aquiSedando o animal ele pode engasgar ou comecar a sentir frio ou ter ataque taquecardia e você nem ninguém irá poder identificar e/ou salvar seu bichinho, porque ele vai estar sedado. Então gente, é sério, não dê calmante para eles. 

O meu gato é um anjo com pêlos, eu não tive problema nenhum com ele no meu vôo, mas já ouvi relatos de gatos que miam o vôo inteiro. Melhor o gato miando ou o cão latindo do que vir a óbito.

 

 

Vamos falar sobre esse super max importante documento em um paragrafo único só para ele.

CZI (Certificado Zoossanitário Internacional) : É um documento oficial, reconhecido internacionalmente – escerito em latin – onde um agente da Vigilância Agropecuária Internacional do Ministério da Agricultura, mas conhecida como VIGIAGRO, carimba, assina e confirma novamente que seu peludo está com tudo OK para embarcar. Gente, muito sério, sem esse documento não embarca. Mesmo que você tenha todos os papéis, certificados, exames e atestados se você não tiver o CZI o animal não embarca.

Mas Sabrina, como que se consegue o CZI?

Primeiro tenha em mente que o CZI é válido por 10 dias apenas e você deve retirar um novo a cada embarque. Faça isso uns 2 no máximo 3 dias antes da viagem para que dê tempo de embarcar e chegar no seu destino sem problemas com prazos de validade. O CZI é um documento que você deve preencher com todos os dados (número do chip, raça, cor, sexo, data de nascimento, marca, nome e lote da vacina, dados e contato do veterinário e etc) São duas vias, uma fica com na VIGIAGRO no Brasil e a outra embarca contigo.

Por que o CZI é tão importante? Porque é o único documento que você apresenta para a companhia aérea e autoridades na chegada no país do destino. Por isso sem esse documento o peludo não embarcae não entra no país de destino.

Ainda não acabou!!! no, no, no…

Agora que você já tem todos os documentos, ligue para sua companhia aerea e informe que você está embarcando com um animal. Algumas só permitem essa reserva 24 horas antes do vôo outras pedem que seja feita com 2 meses de antecedência (informe-se no ato da compra da passagem).  No meu caso, a atendente da Air France me comunicou que eles só aceitam no máximo 2 animais por vôo e que a reserva deveria ser feita 48 horas antes do embarque. Lógico que eu coloquei despertador e liguei para fazer a minha reserva no minuto 00 das 48 horas né.

E mesmo estando SUPER informada, ligando e perturbando minha vet (passo contato para vocês, quem quiser), quando liguei para fazer a reserva do meu Sol, resolvi checar com a atedente os documentos necessários e a mesma me disse que eu já estava com todos os documentos e que não precisava do CZI (agora vocês vão entender porque eu falo tanto nesse doc).

O que fiz eu? Fui direto para o aeroporto com todos os meus docs, Sorte, ou destino, decidimos chegar 4 horas antes do vôo porque tínhamos o carro a devolver na locadora e o embarque com o gatíneo que poderia ser um pouco complicado. Pois bem, fizemos nosso check in e pergunto ao rapaz onde faço o check in do gato, esse me indica um balcão. Chego no balcão para efetuar o pagamento (Muito louco isso pq no Brasil me cobraram 2 bagagens extras, ou seja, 240 dolares. Mas na França cobram somente uma bagagem extra no total de 125,00 dólares, não entendi nada, até porque a conta não bate, mas…) Antes de efetuar a cobrança das minhas 2 malas extras = Sol, a recepcionista me pergunta – Onde está o CZI dele? Eis que um frio vindo direto do inverno francês percorre TODO meu sistema esquelético, muscular, respiratório e finalmente finalizando digestivo congelando meu estômago. — Eu tento sorrir e respondo – A atendente no telefone me disse que não precisava, que meus docs estavam todos ok.

– Não senhora, o CZI é um documento onde todos esses dados estão juntos, sem ele o gato não pode embarcar.

Gente, depois de 5 meses de espera morando em uma casa sem pêlos, como que eu voltaria pra cá sem meu Sol? 

E assim começamos a viver a maior aventura de nossas vidas. Eu, Namorido, minha Mãe e meu Irmão. AH, e o Sol coitado, sedo chaculejado dentro da bolsinha de transportes por todo aquele aeroporto.

Primeiro passo do segundo processo:

Ligar para o Ministério de Agricultura para saber se eles poderiam por favor me receber. Primeiro o cara fez um drama comigo no telefone, dizendo que não tinha agente de plantão, que eu deveria ter me preparado melhor, blá blá blá 5 minutos de fama. Eu engoli tudo e pedi – Por favor Senhor, me ajuda! Ele, do topo do seu trono, disse que era para eu enviar um email solicitando uma entrevista de emergência que ele me mandaria os documentos a serem preenchido e assim que pudesse me diria se eu poderia ou não ir no escritório para completar meu CZI e embarcar.

Recebi o email e corri para o hotel do aeroporto para poder imprimir os papéis = 8. No hotel uma fila enorme na recepção, eu chorei, mostrei meu gato, falei do meu tempo curto e ninguém me deu a vez – Pessoa sejamos mais solidários, S’il vous plaît. Retornei ao carro chorando já dizendo, sem meu gato eu não vou, vou ficar aqui embarco amanhã… então namorido, máximo inteligente que só sugeriu que fossemos até a locadora do carro para poder imprimir (gente que ideia brilhante, me deram uma mesa com um computador e pude imprimir duas cópias de tudo).

Quando sai da locadora minha mãe já tinha ligado pro meu irmão que já estava indo para o escritório da VIGIAGRO desenrolar com os camaradas dele para que me atendessem (para quem não sabe, Senhor meu irmão é muito bem ralacionado. Calma gente, ele não é político não, ele é engenheiro civil e foi o resposável por algumas muitas obras na área em torno do aeropoto, e tem um jeitinho especial de falar com as pessoas que eu tenho, comfesso). Entrando no carro com todos os papéis recebo a notícia que o Victor = irmão, já tinha ido ao prédio da VIGIAGRO e liberado minha emtrada. Voamos pra lá e uma vez sentada na sala, consegui, preencher todos as 32 páginas do documento em duas vias, sozinha, porque tinha que ser tudo com uma letra só.

(cadê o emotion dos olhinhos virando aqui?)

CZI na mão!!!!!!!!!!!!!!!!!

Assinado!!!!!!!!!!!!!!!!

Carimbado!!!!!!!!!!!!!

Voltamos para o aeroporto, não gente, isso tudo não era NO aeroporto não.

Me dirijo ao balcão da Air France e apresento o CZI, mostro o gato e pago seu embarque. Ufa!!

UFA!!! até que ouvimos no auto falando do aeroporto – Senhora Silva Sabrina e Senhor … última chamada para o vôo…………………………. Amores da minha vida, NUNCA corri tanto na minha vida (sei que está repetido mas não conheço outra expressão que possa usar nesse momento)

Adrian pegou a sacola com o Sol e disse, vou correr para segurar o vôo.

E foi assim. Suados, bufando, com coração a mil que trouxemos o Sol para morar conosco em Parrí.

 

Para compensar todo o sufoco, a equipe de bordo do vôo foi 1000 e me deram dicas de cuidados que devemos ter com animais a bordo:

1- Leve seu peludo ao banheiro quantas vezes puder e quiser;

2- Abra o trocador de fraldas de bebê e apoie ali sua caixa de transporte;

3- Deixe ele sair da caixa e o abrace muito;

4- Ofereça água, se ele não quiser jogue com a ajuda de uma seringua ou um algodão dentro da boquinha dele. o Avião é muito seco e eles precisam ser hidratados.

 

             

 

** Para ter o CZI do seu peludo você deve agendar um horário através do email:

czi-rj@agricultura.gov.br

The following two tabs change content below.
Sabrina Thomé, 38, é nossa colaboradora baseada na França! Carioca da gema, se mudou há anos para o país. Curiosa, inquieta e exploradora do mundo, começou a escrever sobre os costumes franceses e acumulou dicas e inúmeras experiências. Desde então criou o seu perfil @umacariocaemparis no qual publica em detalhes vários roteiros e curiosidades sobre o país!

Latest posts by Sabrina Thomé (see all)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *